22 de xuño de 2017

PATRIMONIO

Forte da Bandexa, Redondelo, San Roque de Crespos (Padrenda)   

Fortím da Bandexa, ao pé de um espaço desportivo e de lazer do lado Oeste do Lugar de Redondelo


ENCONTROS  POLIORCÉTICOS

 O distrito ou provincia de Ourense pode dar-nos muitas surpresas no relativo a enclaves militares em torróm de época moderna. Este Fortím da Bandexa, ao pé de um espaço desportivo e de lazer do lado Oeste do Lugar de Redondelo, tem umhas coordenadas de N 42º 8’ 16.0476"  e W 8º 10’ 0.2892" com umha cardinalizaçom nom exacta dos seus bastions Sul, Leste, Norte e Oeste. Chega-se desde a estrada PO-400, do lado galego, e a OR-412 à ponte de Acivido, pegando logo a OU-411, sempre enfrente, até dar com um entroncamento; alí, optar-se-á pelo caminho primeiro, nom pela OU-414 que vai dar a Crespos. A 500 metros está o forte. Também, chega-se a este posto desde Portugal (S. Gregório), descendo a Ponte Barxas, virando por Coucieiro e indo parar ao citado cruzamento onde escolher-se-á o primeiro dos caminhos. 

 Tem um polígono externo romboide de 225 m. de comprimento, com cruze de linhas que dá medidas de 86 metros (baluarte OE e baluarte E) e 78 metros (baluarte S e baluarte N). Com fosso a toda a volta e com provável acesso por porta Noreste. É preciso vasculhar aquele lado orientado, visto que adivinham-se talvez os perfís dum revelím. É maior que o forte de Medeiros, em Monterrei. A sua mediçom custou umha trabalheira, visto que nom dispomos de aplicaçom LIDAR em termos, quer dizer, de apurada aproximaçom. Aplicou-se a determinaçom de linhas apartir de cartas militares e ortofotos, a pesar da mata cobrir o conjunto. Conjunto que mantém no entanto um perfilado de nitidez quanto as quatro  pontas, oferecendo umha área externa de 2.670 m2. Situa-se a apenas 1,75 quilómetros da frontera galega do lado oeste. 

 A seguir, dirigimo-nos à secretaria de San Roque de Crespos a fim de apresentar um escrito onde se pedia umha informaçom sobre o grau de classificaçom ou preservaçom que pudesse ter este posto militar seiscentista.  

Registo da Propriedade Intelectual

Ningún comentario: