10/08/2018

CAMINHA

CINEMA

AS SESSÕES DE AGOSTO SÃO NO TEATRO VALADARES 

Boletim da Sessão nº 355 

"O Mundo a Seus Pés" de Orson Welles (1941)

Sexta-feira, 10 de agosto às 21:45 no Teatro Valadares, em Caminha


Locus Cinemae / Caminha

 “Em O Mundo a Seus Pés, a imagem ganha uma dimensão prismática e ambígua da realidade, como nunca até então. A fotografia (Gregg Toland) é, por isso, tão inovadora quanto extraordinária.  Há planos magníficos, sequências de uma encenação e detalhe surpreendentes: a câmera que sobe pela opera house, atravessa o telhado e entra pelo bar adentro… a câmera que invade a fotografia e, como por magia, lhe dá vida e movimento… o estilo realista e teatral de uma enriquecida mise en scène, fruto da composição em profundidade de campo – o também denominado deep focus… o resultado de um literal mundo a seus pés, permitido pelo recurso aos low-angle shots… os enquadramentos com espelhos… O Mundo a Seus Pés é, a bem dizer, como uma enciclopédia de estilos, efeitos e técnicas. Enfim… puro deleite cinematográfico.  

 Para além de tudo isto, do exuberante e meticuloso trabalho de montagem de Robert Wise (capaz de jogar com a visibilidade e invisibilidade da découpage, criando um dinamismo notável), e da magnífica banda sonora de Bernard Herrmann, o que dizer da performance do próprio Orson Welles? Absolutamente assombrosa. Como se confluem e espelham, um no outro, Welles e Kane. Criador e criação parecem intimamente ligados, muito para além d’ O Mundo a Seus Pés. E essa coincidência (ou não-coincidência) constitui um dos pilares essenciais para o fascínio que, de modo intemporal, parece recair sobre esta obra.  

 Fragmento, auto-consciência artística, complexidade interpretativa: modernidade. O Mundo a Seus Pés é um marco autêntico, um clássico absoluto e obrigatório, uma experiência tão híbrida quanto os meandros que definem a nossa própria existência. É, artisticamente falando, uma das obras mais completas a que tive o prazer de assistir. Pelas mãos, igualmente, de um dos artistas mais completos que a Sétima Arte já conheceu. Ele sim, o puzzle por inteiro.  

 Enfim… grande filme. Um daqueles sobre os quais ficará sempre tanto por dizer.”  


FICHA TÉCNICA:
Título original: “Citizen Kane”, EUA1941
Realização: Orson Welles
Produção: Orson Welles
Argumento: Herman J. Mankiewicz e Orson Welles
Música: Bernard Herrmann
Montagem: Robert Wise
Companhia produtora: Mercury Productions
Distribuição: RKO Rádio Pictures
FICHA ARTÍSTICA:
Orson Welles …. Charles Foster Kane
Joseph Cotten …. Jedediah Leland
Dorothy Comingore …. Susan Alexander
Agnes Moorehead …. srta. Mary Kane
Ruth Warrick …. Emily Norton Kane
Ray Collins …. James “Jim” W. Gettys
Erskine Sanford …. Herbert Carter
Everett Sloane …. Bernstein
William Alland …. Jerry Thompson
Paul Stewart …. Raymond
Programação     
Agosto  2018  
Ciclo A Não Perder  

17 de agosto, “Casablanca”, Michael Curtiz, EUA, 1942, Sessão 356 (M/12) 
24 de agosto, “A Mulher Que Viveu Duas Vezes”, Alfred Hitchcock, EUA, 1958, Sessão 357 (M/12) 
31 de agosto, “Manhattan”, Woody Allen, EUA, 1979, Sessão 358 (M/12) 
*As sessões de agosto de 2018 são repetições de outras sessões que o Cineclube de Caminha fez noutras ocasiões, o que acontece pela primeira vez em 7 anos de atividade.  

Ningún comentario:

Publicar un comentario