9 de xuño de 2017

ARCOS DE VALDEVEZ

De 1 a 4 de Junho decorreu em Sistelo o Festival Desencaminharte 

Para as crianças este dia foi especial, já que puderam acompanhar e participar no processo criativo de um artista, rodeados de natureza e arte


María Joâo Brito / Arcos de Valdevez

 Arcos de Valdevez, mais propriamente a localidade de Sistelo, foi um dos locais escolhidos para a primeira edição do festival desencaminharte, o qual abrangeu 10 municípios, 10 lugares únicos, 10 intervenções de arte pública e mais de meia centena de experiências e tentações que desencaminharam visitantes e turistas para redescobrir valores e paisagens do Alto Minho natural e rural. 

 Este tratou-se do primeiro festival de arte pública do país em espaço natural e rural, entre serras, rios e mar. 

 Para Sistelo foi “desencaminhado” o artista Pascal Ferreira, o qual, nascido em Paris, vive e trabalha na cidade do Porto e atualmente desenvolve trabalho artístico nas áreas da Instalação, Escultura, Desenho e Ilustração. 

 Pascal desenvolveu o seu projeto, “Medeira”, monte de palha em forma de cone que pontua a paisagem dos socalcos, que surge como ponto de partida para erguer uma estrutura construída por intermédio de madeiras recicladas encontradas no meio envolvente., sendo de referir que a forma será encontrada ao longo do processo criativo, adaptada ao conjunto dos materiais reunidos. 

 Ao longo de 4 dias decorreram em Sistelo uma série de atividades, entre as quais, exposições, trilhos, “geogoating”, acampamento ou oficinas. 

 No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Criança 50 crianças de duas turmas do 4º Ano do Ensino Básico estiveram em Sistelo, para poderem acompanhar de perto o processo criativo do artista plástico Pascal Ferreira. Assim, o contacto com a natureza e as tradições ganhou destaque nas propostas do festival. 

 Para as crianças este dia foi especial, já que puderam acompanhar e participar no processo criativo de um artista, rodeados de natureza e arte.

Ningún comentario: