17 de dec. de 2016

CAMINHA

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA INAUGURA REDE MÓVEL 3G E WIFI NA SERRA D’ARGA

Projeto do Orçamento Participativo 2015 põe fim ao isolamento comunicacional de muitos caminhenses


Graça Fonseca, Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa
Foto: C.M.C.


Infogauda / Caminha

 A dotação das freguesias da Serra d’Arga com rede móvel 3G e Wifi, a Internet gratuita para todos, foi um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo 2015. As pessoas votaram, escolheram, e a Câmara concretizou a sua vontade. O projeto “Rede Wifi para as freguesias das Argas (Baixo, Cima e S. João) e Dem” é uma realidade e esta vitória da participação cidadã vai ser assinalada segunda-feira, dia 19 de dezembro, com a presença de Graça Fonseca, Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa. O ponto de encontro, marcado para as 15h00, é o CISA – Centro de Interpretação da Serra D’Arga, em Arga de Baixo.   

 A rede móvel 3G e Wifi para as freguesias das Argas e Dem é um projeto orçado em 40 mil euros e envolve a criação de rede Internet para todos na área da União de Freguesia de Arga e Dem através da implementação de rede Wifi gratuita para toda a população. Foi um dos quatro projetos vencedores do primeiro Orçamento Participativo de Caminha, realizado no ano passado.   

 As populações das quatro freguesias, assim como os visitantes, ficam agora ligados à Internet, em boas condições, o que inclui o acesso Wifi, mas também uma melhor cobertura que permite não só navegar na rede como realizar chamadas de voz em sítios onde isso antes não era possível.   

 É uma importante melhoria para as freguesias da serra, que acaba com o isolamento em termos de comunicações, abrindo, em simultâneo, novas possibilidades, e que vai ser testemunhada por Graça Fonseca, Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa.   

 No primeiro Orçamento participativo, foram vencedores ainda os projetos de recuperação do espaço envolvente ao Dólmen da Barrosa (Vila Praia de Âncora), obra iniciada esta semana, assim como a adaptação do Centro Cultural de Gondar para Unidade de Apoio Domiciliário (Gondar) e a Reparação do Cais da Rua e Colocação de Guindaste para embarcações (Caminha).   

 O Orçamento Participativo de Caminha assenta num modelo de participação inovador, através do qual os participantes/cidadãos apresentam propostas e decidem os projetos que consideram ser os mais prioritários. A verba contemplada no Orçamento Participativo corresponde ao valor de IRS que os munícipes do concelho pagam, ou seja, em Caminha são as pessoas que decidem o que querem que o Município faça com o seu dinheiro.

Ningún comentario: