31 de xul. de 2017

ARCOS DE VALDEVEZ

CINEMA

Jacinto Lucas Pires estreia “TRIPLO A” em Arcos de Valdevez 

“TRIPLO A” é um documentário de ficção com um documentário de não-ficção dentro

María Joâo Pires / Arcos de Valdevez

 Primeira longa-metragem do escritor e realizador Jacinto Lucas Pires estreia dia 3 de Agosto, quinta-feira, pelas 21h30, no Auditório da Casa das Artes, em Arcos de Valdevez, cenário do filme. 

 “TRIPLO A” é um documentário de ficção com um documentário de não-ficção dentro. Conta a história incomum do Artista António André através do formato “documentário de artista”, com Arcos de Valdevez como cenário. 

 No primeiro conta-se a história de um Artista António André (Triplo A) no formato de “documentário de artista”. No segundo dá-se a ver Arcos de Valdevez para investigar a relação entre os portugueses e essa coisa da “cultura”. 

 A obra deste Artista consiste numa “performance contínua” com o objetivo de ser um tipo normal. Desde logo, não quer ser filmado, nem responder a questões sobre arte. Assim, o documentário terá de ir desenvolvendo estratégias para revelar o que está por trás desta obra. Uma dessas estratégias será entrevistar pessoas da “vida real” — um crítico, um galerista, etc — sobre este gesto de ficção. 

 Atravessando isto, Arcos de Valdevez aparece-nos como um lugar concreto em forma de pergunta: isto da arte serve para quê? 

 O filme é protagonizado por Ivo Alexandre e Anabela Faustino e conta com a participação especial de Albuquerque Mendes, Anabela Almeida, Emília Silvestre, João Reis, José Mário Brandão, José Pedro Ferraz, Marcos Barbosa, Nuno Carinhas, Paulo Pires do Vale, Richard Zenith e Tonan Quito.

Ningún comentario: