23 de mar. de 2017

CAMINHA

CINEMA

Boletim da Sessão nº 289 

"A Princesa Mononoke", de Hayao Miyazaki (1997)

Sexta-feira, 24 de março às 21:45 no Auditório do Museu Municipal de Caminha


Locus Cinemae / Caminha

 Fundado em 1985, Studio Ghibli tem conquistado o público e a crítica com os seus filmes de animação, capazes de criar universos de fantasia quase poéticos. Com uma impressionante atenção ao detalhe, construção cuidada e uma imagética que combina realidade e imaginação, as animações de Studio Ghibli são hoje uma referência incontornável no seu género. (…)
 Ashitaka é o jovem guerreiro do clã Emishi que é amaldiçoado ao defender a sua aldeia de um demónio criado pela violência humana. Assim, viaja até à região controlada pelo clã Tatara na esperança de compreender a maldição que lhe fora posta, antes que esta o mate. O que Ashitaka vai encontrar é um conflito entre os humanos e os deuses da floresta. Apanhado no meio do conflito, Ashitaka conhece San, a Princesa Mononoke. Esta rapariga, criada por lobos, fará tudo o que puder para acabar com os humanos que ameaçam a floresta. Ashitaka colocar-se-á entre San e Lady Eboshi, a líder do clã Tatara, procurando um meio de terminar a guerra.”

FICHA TÉCNICA:
Título original: “Mononoke Hime”, Japão, 1997
Realização: Hayao Miyazaki
Produção: Toshio Suzuki
Argumento: Hayao Miyazaki
Música: Joe Hisaishi
Cinematografia : Atsushi Okui
Montagem: Takeshi Seyama
Companhia Produtora: Studio Ghibli
Duração: 134 minutos

Trailer de "A Princesa Mononoke" de Hayao Miyazaki

Programação:   
Março 2017  
Ciclo Outras Cinematografias  
31 de Março, “O Cavalo de Turim”, Béla Tarr e Ágnes Hranitzky, Hungria/França/Alemanha/Suiça/EUA, 2011, Sessão 290 (M/12)     

Abril 2017  
Ciclo Cinema e Música    
07 de Abril, “Eles e Elas”, Joseph L. ManKiewicz, 1955, EUA, Sessão 291(M/12)  
14 de Abril, “Amor Sem Barreiras”, Jerome Robbins e Robert Wise, 1961, EUA, Sessão 292 (M/12)  
21 de Abril, “Hair”, Milos Forman, RFA/EUA, 1979, Sessão 293 (M/12)  
28 de Abril, “Através da Noite”, Woody Allen, EUA, 1999, Sessão 294 (M/12)


Ningún comentario: